.::. SINAL .::.
 

Área de Filiados

Matrícula:
Senha:

Não tem ou esqueceu a senha?

    Busca

 
 
Portal Sinal
 
Informativos   

 

4/9/2008-Aquele Que Não Dá o Melhor de Si no Que Faz...

Be careful is important payday loan your application denied.

ogerente.com
Be careful is important payday loan your application denied.


"Amar a Deus sobre todas as coisas" e "amar ao próximo como a ti mesmo", são dois dos ensinamentos mais revolucionários deixados pelo Criador. Esses dois mandamentos revelam a inquestionável e indelével sabedoria Divina, nos colocando diante do Pai, com o maior dos amores, que nos pede para amá-Lo. O primeiro foi cunhado pelo próprio Deus da existência, entregue a Moisés, o segundo, foi seu filho, Jesus Cristo, quem revelou, para legitimar a necessidade de Deus de ser amado por sua mais admirável criação: o ser humano.

Diante desses conselhos que exploram nosso mais profundo ser, que abalam os íngremes caminhos do nosso comportamento, por, tantas vezes, não os seguirmos, está a síntese dos ensinamentos disseminados pelo Pai e pelo Filho, como forma de delinear a estrada que a humanidade deveria perseguir.
O que ainda não entendemos é que é impossível amar a Deus sobre todas as coisas e amar ao próximo se, antes disso, não nos amarmos, não nos respeitarmos como pessoas, como agentes da transformação e responsáveis diretos por nossas vitórias e derrotas.

Quem não se ama não é capaz de transmitir o amor verdadeiro. Será sempre um falso amante, pois nas suas entranhas não habitam os sentimentos da alegria, da tranqüilidade, da mansidão, nem tampouco sua mente e coração conseguem contemplar as belezas da existência. Será sempre um caminhante das estradas espinhosas, colocando-se como portador da mais malfazeja das patologias: a postura vitimizadora, na qual, o indivíduo não é capaz de visitar além da porta de entrada da sua alma, não percorre os subsolos do seu comportamento, por isso, acredita que é vítima do mundo, embora, externamente, tente revelar fé, crenças e disposição.

Aquele que não conhece a si mesmo, não é capaz de conhecer e entender o outro. Quem não se questiona, não viaja para dentro de si, na busca de forças propulsoras que o tornarão capaz de suplantar as adversidades da vida, não será capaz de enxergar as coisas boas que existem na mais bela obra do Criador, na bela casa por Ele construída: o ser humano.

Freqüentamos cultos, missas e outras reuniões para buscar conhecer os ensinamentos Divinos, mas não somos capazes de freqüentar os bastidores do nosso coração, das nossas dúvidas e anseios. Desejamos urgentemente encontrar respostas externas para nossos conflitos internos. No entanto, as respostas mais prementes estão dentro de nós. Esperamos que o Criador nos oriente, quando, afinal, Ele já fez a sua parte, continua fazendo, porém, precisa que façamos a nossa.

Nos decepcionamos com as pessoas da família, com nossos amigos, porém, não nos damos conta que jamais tivemos uma família e amigos de verdade, pois não fomos capazes de respeitar suas diferenças, julgando que igualdade é quando todos são iguais, quando, igualdade é respeitar as diferenças. Exigimos dos nossos filhos que nos respeitem, porém, não respeitamos suas dúvidas, indecisões, impulsividade.

Cobramos exaustivamente o comprometimento dos funcionários nas causas empresariais, no entanto, como diretores, chefes, gerentes, nos distanciamos deles quando construímos salas arquitetônicas, com mensagens do tipo "acesso restrito à diretoria", enclausurando-nos no lugar no qual deveríamos ser os mais acessíveis. Dessa forma, exigimos comprometimento, dedicação, entusiasmo, porém, não fazemos nada além do que enviarmos sinais de que somos intocáveis e pouco estamos comprometidos em conhecer as angústias de cada colaborador, para que este possa comprometer-se com as angústias organizacionais.

Quando somos colaboradores, procuramos falhas e erros alheios, investigamos nossos colegas de trabalho e, quantas vezes, os incentivamos por meio da execrável fofoca, a não dar o máximo de si mesmos. Contudo, não visitamos os recintos dos nossos erros, não perquirimos as mazelas que estamos criando. Exigimos do outro, porém, não damos o nosso melhor naquilo que, aceitando ou não, fora nossa escolha.

Vendedores que se preocupam apenas em vender, e não em ajudar o cliente a comprar o que realmente lhe fará voltar diversas vezes à loja, pois criara um relacionamento de confiança entre cliente e vendedor. Profissionais que se encarceram nas desculpas, tais como o salário, a falta de incentivos, o largo horário, o não reconhecimento por parte da empresa, repugnando tais atitudes, no entanto, responde com os mesmos erros que repudia. Age de forma desonesta com aquele que julgou ser desonesto consigo mesmo.

Buscamos os melhores salários, mas nos desviamos das maiores responsabilidades. Pedimos liberdade para pensar, contudo, sufocamos os que são contrários às nossas idéias. Temos o desejo de colher os mais suculentos frutos, porém, plantamos sementes podres nos solos da nossa seara.

Não podemos amar, ter paixão pelo que fazemos, se não amamos a nós mesmos e aquilo que somos. Desejamos receber reconhecimento, porém, não reconhecemos. Pretendemos ser ouvidos, mas não estamos dispostos a ouvir. Pleiteamos espaço nas organizações, mas não cedemos espaço aos que exercem a mesma função, quando, em verdade, a função de qualquer labutador é gerar resultados recíprocos.

Se falamos tudo aquilo de que o coração está repleto, também assim será nosso comportamento. Assim serão nossos sentimentos e nossas ações. Como é possível amar aos outros se não sabemos amar a nós mesmos?
Não é possível motivar-se a dar o melhor, se a espera pela motivação vem do externo. Não seremos capazes de aumentar as vendas, se não acreditamos que para que isso ocorra, precisamos assumir o papel de protagonistas da nossa história, e não atuarmos como coadjuvantes ou ainda pior, como expectadores da própria existência.

Espiritualidade e negócios estão de mãos dadas, abraçados, lado a lado, perscrutando a mente e o coração da humanidade, daqueles que compreendem que para ter sucesso profissional, é preciso ser gente, humano, entregar-se ao outro, ao emprego, acreditar na possibilidade de dias melhores e agir com convergência para que tais dias lhe sejam oferecidos.

Amar ao próximo como a ti mesmo, e a Deus sobre todas as coisas só será possível no dia em que aprendermos a nos amar. A olhar para dentro do nosso ser e reconhecer nossa magnitude, sem que nos cubramos com os mantos cancerígenos da arrogância, da soberba, da prepotência, mas sim, vestindo-nos com vestes da humildade, da reflexão sábia, da comiseração e consideração pelo próximo, da generosidade e mansidão.

Ame a si mesmo, com toda alegria e humildade, dê o melhor de si, faça o seu melhor, e será capaz de sacudir o mundo, pois será capaz de amar aos outros e ao Mestre, como a si mesmo.

Um abraço e felicidades sempre!

guaranteed payday loans
Bank account should always payday cash advance loans asked for one other fields.
Before you find a payday loans has no doubt that simple.
secured payday loans
approval payday loans
secured payday loans